Busca no Site
 
Página Inicial Agenda de Eventos Pedido de Oração Webmail Contato
Institucional
Cursinho - Renovação
Grupos de Oração
Agenda de Eventos
Galeria de Eventos dos Grupos
Galeria de Fotos
Galeria de Áudio
Galeria de Vídeo
Formação
Artigos Dom Anuar
Mensagem do Dia
Link's Úteis
Downloads
Webmail
Contato
ASSESSOR ECLESIÁSTICO
CENTRO DIA JOÃO PAULO II
COMUNICAÇÃO SOCIAL
COORDENADOR DIOCESANO
CRIANÇAS
CURA E LIBERTAÇÃO
CURSO PRÉ-VESTIBULAR
ESCRITÓRIO ARQUIDIOCESANO RCC MARINGÁ
FAMÍLIAS
FÉ E POLÍTICA
FORMAÇÃO
INTERCESSÃO
JOVEM
LITURGIA
MECE
MÚSICA E ARTES
PREGAÇÃO
PROMOÇÃO HUMANA
SEMEADORES
UNIVERSIDADES RENOVADAS
ARTIGO DOM ANUAR
Sacramento da Misericórdia

Estamos vivendo o tempo litúrgico da quaresma, em que continuamente soam em nossos ouvidos o chamado a um caminho cada vez mais concreto de conversão.

Mudança, transformação, vida diferente, marcada por um coração capaz de amar sem medida. Para tomar consciência do que realmente precisa mudar, temos a oportunidade de celebrar a confissão pessoal das nossas faltas.

Na semana passada o papa Francisco disse: “A confissão não deve ser uma tortura ou um interrogatório pesado, mas um encontro libertador que manifesta a misericórdia infinita de Deus. Não esqueçamos nunca, tanto como penitentes que como confessores: não existe pecado algum que Deus não possa perdoar! Nenhum! Só o que é subtraído à divina misericórdia não pode ser perdoado, como quem se subtrai do sol não pode ser iluminado nem aquecido”.

À luz deste maravilhoso dom de Deus o papa salientou três exigências: viver o sacramento como meio para educar à misericórdia; deixar-se educar por aquilo que celebramos; e manter o olhar sobrenatural.

Viver o sacramento como meio para educar à misericórdia, significa ajudar os nossos irmãos a fazer experiência de paz e compreensão humana e cristã, reiterando que a Confissão não deve ser uma “tortura”, mas que todos deveriam deixar o confessionário com a felicidade no coração, com o rosto radiante de esperança, embora por vezes também molhado pelas lágrimas da conversão e da alegria que dela deriva.

Ao recordar a exigência de se deixar educar por aquilo que celebramos, o papa, dirigindo-se aos confessores, convidou-os a se deixarem educar pelo Sacramento da Reconciliação, pois por vezes acontece de ouvir confissões que nos edificam, irmãos e irmãs que vivem uma autêntica comunhão pessoal e eclesial com o Senhor e um amor sincero para com os irmãos; almas simples, almas de pobres em espírito, que se abandonam totalmente ao Senhor. Francisco também acrescentou: “Quanto podemos aprender da conversão e do arrependimento dos nossos irmãos! Eles nos encorajam a fazer também nós um exame de consciência: eu, sacerdote, amo assim o Senhor, que me fez ministro da sua misericórdia? Eu, confessor, estou dispostos para a mudança, a conversão, como este penitente, ao serviço do qual fui chamado?”

Todos nós fomos constituídos ministros da reconciliação por pura graça de Deus, gratuitamente e por o amor, ou melhor, precisamente por misericórdia. Somos ministros da misericórdia graças à misericórdia de Deus; nunca devemos perder este olhar sobrenatural, que nos torna realmente humildes, acolhedores e misericordiosos para com cada irmão e irmã que pede para se confessar”.

No sacramento da confissão ou penitência, tanto um como outro, somos beneficiados pela graça misericordiosa de Deus, através do sinal scaramental que é a confissão. Não existe melhor estado de espírito do que sentir-se perdoado, pois para Deus não existe pecado que não tenha perdão. E como não recordar uma bela expressão do papa: “Deus nunca se cansa de perdoar, mas nós nos cansamos de pedir perdão”. Por isso que Francisco anunciou o “Ano Santo extraordinário da Misericordia”, de 08 de desembro 2015 a 20 de novembro 2016. Anunciar ao mundo que a misericórdia de Deus é o caminho da paz e da harmonia. Que Deus te abençoe. Uma abençoada semana para você e sua família!

 

Dom Anuar Battisti 
Arcebispo de Maringá

 | SAIBA MAIS | »    Nossa solidariedade ao povo de Pinhão... »    Fujamos da tranquilidade... »    Política, Igreja e combate à corrupção... »    Casa Comum, nossa responsabilidade... »    O Ano Santo da Misericórdia... »    Novembro Azul... | TODOS OS ARTIGOS | 
 
Facebook

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA - ARQUIDIOCESE DE MARINGÁ

Rua Topázio, 732 - Jardim Real

Maringá - Paraná

Fone: (44) 3026-8811

E- mail: rccmaringa@gmail.com